Estilo de Vida · Fitness

Flexibilidade e equilíbrio: as diferentes fases do processo

BALINESE SCULPTURE (2)

Olá Pancakes ❤

Ultimamente quem me segue no instagram provavelmente tem vindo a aperceber-se que cada vez mais apelo à flexibilidade e ao equilíbrio do estilo de vida. Aos poucos tenho tentado afastar-me de uma mentalidade tão restrita e rígda em relação ao fitness e à alimentação para uma mentalidade mais aberta. Tento centrar-me no equilíbrio entre o corpo e a mente e é exatamente isso que me tem trazido felicidade e me tem feito sentir plena nesta fase da minha vida.

No entanto não quero de todo que este “novo eu” vos induza em erro e vos influencie a desviarem-se do vosso objetivo. A flexibilidade é muito boa e termos consciência de que podemos permitir-nos a um chocolatinho aqui ou uma piza ali é o que permite que sejamos equilibrados e consigamos viver plenos com as nossas escolhas.

Mas quanta flexibilidade é demasiada flexibilidade?

Não há uma resposta única e 100% correta para esta pergunta, no entanto é lógico que a flexibilidade não pode ter a mesma medida em toda as fases do processo nem tão pouco aplicada de forma igual em todas as pessoas . Não temos que sofrer em dieta mas vamos lá ser realistas: há sacrifícios que têm que ser feitos senão éramos todos magros e fit.

Apesar de receber muitas questões acerca do ganho de peso e massa muscular (principalmente de meninas que já sofreram de algum distúrbio alimentar – mas esse assunto abordarei num post mais à frente) o caso mais comum é a perda de peso. São inúmeras as mensagens que recebo com dúvidas e a pedir dicas para perder peso e este é um exemplo de processo em que a flexibilidade não pode ser feita à vontadinha.

Mas atenção – também não é preciso passar fome. Como é lógico, é algo duro. É algo que, principalmente ao início, pode custar e exige sacrifício. Se calhar exige que se substitua o croissant do lanche por umas papas de aveia. Exige saber dizer não àquela piza que costumava ser o jantar de todos os Sábados e começar a introduzir mais saladas e legumes. É um processo como todos os outros que temos na nossa vida. Exige mudanças, exige adaptação e, consequentemente, esforço e muita força de vontade.

No entanto é possível SIM ser-se equilibrado e manter uma alimentação variada durante o processo de perda de peso. Eu não estou a ir contra a ideia da flexibilidade, estou a apenas a alertar para a flexibilidade em demasia que muito facilmente pode acontecer, principalmente com toda esta febre que por aí anda nas redes sociais.

Resumindo, estabeleçam os vossos objetivos e tracem o plano rumo a eles. Ponham a mão na consciência e tentem identificar se realmente a vossa “flexibilidade” não vos está a custar o alcance das vossas metas, mas tendo sempre em consideração que uma vida em restrição também não é a resposta. Lembrem-se: uma barriga chapada não vos traz felicidade se o vosso interior não estiver feliz.

Encontrem o vosso equilíbrio e identifiquem o quão flexíveis podem ser dentro do vosso estilo de vida e do vosso objetivo.

Um beijo cheio de carinho da vossa,

Anaísa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s