Estilo de Vida

Relação com a balança: porque é que um número te define?

22

Olá Pancakes

O meu grande objectivo com este post é deixar-te uma frase inspiracional e cliché do género “és mais que um número, ama-te independentemente do que a balança te diz”.

Mas antes disso quero partilhar a minha história e a minha relação com a balança.

No início da minha jornada de perda de peso e luta por um corpo no qual eu me sentisse melhor, eu pesava-me todos os dias. Era quase que uma adição, mas todos os dias de manhã saltava para a balança. Muitas vezes até me pesava à noite para ver quanto peso “ganhava” durante o dia. Depois no dia seguinte de manhã pesava-me de novo só para ter aquele alívio de “ah afinal ainda me mantenho com este peso”. Era um ciclo vicioso (e doentio).

É realmente incrível como um objecto que aparenta ser tão inofensivo se torna rapidamente o nosso pior inimigo. Pesar-me e ver 200g que fossem a mais fazia-me tremer. O meu humor ficava automaticamente uma lástima, sentia-me culpada por ter comido aqueles dois quadradinhos de chocolate ainda que tivesse sido há uma semana e meia atrás. Olhava-me ao espelho e sentia-me horrível com o meu corpo, todas as peças de roupa do meu armário assentavam-me mal. Pensava e repensava em inúmeras razões pelas quais estava a engordar, reformulava a minha dieta porque claramente estava a falhar e decidia que ia fazer mais cardio pois aparentemente não estava a fazer o suficiente. Tudo por causa de 200g gramas. Tudo por causa de um estúpido número.

No entanto, se no dia seguinte me pesasse e essas 200g tivessem desaparecido o meu humor disparava. Era a pessoa mais confiante à face da terra e o espelho era o meu melhor amigo. Tudo me ficava bem e sentia-me a última fit model do ginásio. A minha dieta era a melhor do mundo e os treinos estavam a ter resultados espectaculares – por isso teria que continuar forte com o plano.

Como é que chegamos a isto? Como é que deixamos que UM SIMPLES NÚMERO dite a nossa disposição para o dia? Como é que deixamos que UM SIMPLES NÚMERO mude a forma como nos sentimos e vemos ao espelho? Não tem qualquer sentido. Mas acredita que te percebo, sim tu aí desse lado que estás a ler isto e estás a rever-te em cada palavrinha aqui escrita. Eu passei por isto e, acredita, que desprender-me deste vício e deixar que este número me afectasse não foi fácil, mas consegui. Consegui no dia em que decidi deixar de me pesar.

Se eu me levantava, olhava ao espelho e me sentia bem com a minha imagem, para quê pesar-me? Para quê correr o risco de subir à balança, ver mais 200g e ter que lidar com todos os macaquinhos que isso implicava? Se me sentia bem com o meu corpo porque raio teria um número que alterar a forma como eu via o meu corpo?

Deixei de me pesar durante o tempo que achei suficiente para “curar” esta obsessão. Baseava-me no que via ao espelho e, para mim, era isso que verdadeiramente interessava.

Não faz qualquer sentido darmos esta importância à balança. É só um número. Não distingue músculo, água ou gordura, dá-nos apenas um número e nunca, mas nunca deveremos deixar que isso nos defina.

Voltei a pesar-me quando comecei a ter objectivos mais específicos como foi no caso do período em que estive em bulk – processo de ganho de peso através da construção de músculo – e tinha que me pesar pelo menos de duas em duas semanas para fazer o controlo do progresso, mas era apenas isso. Escolhia um dia da semana, sempre à mesma hora e nas mesmas condições e só me pesava nessa altura.

Hoje em dia não me peso. Ou melhor, peso-me tipo uma vez de dois em dois meses mas, honestamente, não sei bem porquê. Acho que é só por curiosidade, não sei, mas sei que o número que vejo, independentemente de qual seja, interfere em nada com a forma como me vejo e me sinto com o meu corpo.

Para ti que estás a ler isto e estás a passar pela fase de obsessão com a balança, faz isto: deixa de te pesar. Faz isto por ti, para o teu bem-estar e para conseguires estar mais perto da estabilidade emocional.

Não deixes que um número te defina, não deixes que interfira na forma como te sentes e como vês o teu corpo. O teu corpo é lindo, TU ÉS LINDA com mais ou com menos 200g.

Portanto voltamos ao início deste post e à mensagem inspiracional e cliché que te quero deixar – e repetirei as vezes que forem precisas:

És mais que um número, ama-te independentemente do que a balança te diz.

Um beijinho enorme no coração,

Anaísa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s